Após 36 dias do primeiro decreto, Prefeito diz que ainda não voltamos a normalidade

Spread the love

Após 36 dias da publicação do decreto que instituía o isolamento social em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro avalia como assertivas as decisões tomadas até o momento para conter o avanço do novo Coronavírus na Capital mato-grossense e diz que medida de retomada gradativa das atividades econômicas  não significa voltar à normalidade, mas um processo de adaptação pra um novo funcionamento de sociedade cuiabana.

“É bom que a população saiba que não estamos na normalidade. Estamos demonstrando até agora que as medidas tomadas pela prefeitura, com apoio da maioria da população, está nos colocando numa situação de certo controle e estabilidade no combate a COVID-19, mas não vencemos a guerra não, temos que continuar alertas e vigilantes. O melhor caminho, a minha orientação como prefeito é o isolamento social, ficar em casa o tanto quanto puder, só sair o estritamente necessário, cuidar e proteger os grupos de risco, principalmente os idosos”, explicou o prefeito de Cuiabá.

Foram 16 decretos com medidas de emergência neste momento de pandemia, todos focados em ações de prevenção e combate ao novo Coronavírus, tendo sempre como principal objetivo a manutenção da vida da população de Cuiabá, principalmente das pessoas em maior vulnerabilidade social.

De acordo com dados do dia 17 de abril do Ministério da Saúde, Cuiabá ocupa a última posição em número de óbitos por COVID-19, conquista que o prefeito de Cuiabá atribui as medidas implantadas de forma preventiva. A Capital de Mato Grosso também conseguiu achatar a curva de avanço do vírus com a colaboração da população nestes 36 dias de isolamento social.

Confira as principais medidas preventivas, estabelecidas no decreto nº 7.886, último que diz respeito a atividades comerciais em Cuiabá:

– As atividades econômicas do comércio varejista e atacadista em geral, que outrora estavam impedidas de funcionar, poderão retomar as suas atividades a partir de 27 de abril.

– As atividades de prestação de serviços em geral, que outrora estavam impedidas de funcionar, poderão retomar as suas atividades a partir de 04 de maio.

– As atividades industriais em geral, que outrora estavam impedidas de funcionar, poderão retomar as suas atividades a partir de 11 de maio de 2020.

– As atividades descritas no presente Decreto deverão respeitar os protocolos de convivência e de distanciamento social voltados ao combate do COVID-19. 

– Ficam mantidas as práticas de distanciamento social, outrora recomendadas, em especial às relacionadas às pessoas que se enquadrem nos grupos de risco. 

– As atividade de ambulante e congênere, a abertura ou realização de feiras livres e exposições em geral, entre outras que ocasionem aglomeração de pessoas, continuam proibidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *